Saiba a importância de estar regularizado com o Crea

29.11.2021

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) conta com um Programa de Recuperação Fiscal para profissionais, empresas e qualquer cidadão que tenha pendências financeiras junto à instituição

O investimento mais importante e seguro que deve ser feito na hora de iniciar um empreendimento é contratar profissionais especializados e devidamente habilitados para o trabalho. Isso garante para o construtor, seja ele pessoa física ou jurídica, não apenas a segurança técnica, mas também o amparo legal, evitando transtornos.


De acordo com o Eng. Jorge Silva, presidente do Crea-ES - órgão responsável pelo registro dos profissionais e pela fiscalização das atividades da engenharia, da agronomia e das geociências, o cliente acaba tendo prejuízo quando o profissional não está devidamente registrado e em dia com as suas obrigações. “É o barato que sai caro.  Perde-se todo esse respaldo técnico e legal. Então, se vir a ocorrer alguma anomalia, algum problema no serviço prestado, ele não vai ter a quem recorrer”, explica.

 
Estar regular para exercer a profissão também garante estabilidade aos profissionais. Além do amparo e das vantagens oferecidas pelo Crea-ES, os registrados também podem inscrever todo o histórico profissional junto ao conselho, gerando, desta forma, o Acervo Técnico Profissional. 


“Tanto o profissional pode vender o seu produto e seu conhecimento de acordo com suas atribuições, quanto o cliente fica respaldado, sabendo que posteriormente, caso tenha que recorrer por conta de algum acidente ou incidente, ele está amparado e respaldado por esse profissional devidamente habilitado”, pontua o presidente da instituição. 


Entenda como regularizar sua situação:


Para ficar em dia com o Crea-ES, profissionais e empresas que possuem débitos junto ao conselho, podem recorrer ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis). O Refis garante aos profissionais, empresas e a qualquer pessoa que tenha dívidas com a instituição, renegociação dos débitos em até 36 parcelas e com até 100% de desconto nos juros.
O presidente do Crea-ES, Eng. Jorge Silva, reafirma que as condições serão oportunas: “Pensamos em um programa que beneficie todos os envolvidos. Temos que considerar todos os reflexos dessa pandemia e facilitar a regularização dos nossos profissionais, das nossas empresas e da nossa sociedade com o máximo de possibilidades e condições”, ressalta.


Os débitos inscritos em Dívida Ativa há mais de dois anos, podem ser renegociados de forma on-line e facilitados pelo portal www.creaes.org.br. Para os demais casos, a conciliação pode ser feita por meio de contato com o Setor de Finanças pelos telefones (27) 3221- 2766, (27) 3221 – 2767 e (27) 3221 - 2768, ou ainda pelo e-mail equipecobranca@creaes.org.br.

Comentários